Decisão do STJ mexe com riscos da recuperação judicial, dizem juristas - F.Rezende